Afinal, suplemento é anabolizante? Veja como isso é um mito!

Afinal, suplemento é anabolizante? Veja como isso é um mito!

Confundir os recursos disponíveis e achar que suplemento é anabolizante é um problema frequente entre os novatos no universo fitness. Por isso, entender e demonstrar como esses dois itens se diferem é algo muito importante.

O seu objetivo é aumentar de tamanho e acelerar os resultados obtidos na academia. Alguém diz que a suplementação pode ajudar nessa missão e que os anabolizantes podem agilizar ainda mais o processo. No final, você realmente fica confuso e acaba entendendo que os dois produtos são similares.

Só que não funciona exatamente assim. A crença de que suplemento é anabolizante é uma confusão e só pode ser quebrada a partir da compreensão do que significa cada uma dessas coisas. Pensando nisso, preparamos um conteúdo bastante relevante que ajudará você a escolher a opção adequada.

Leia este texto até o final e descubra o que são suplementos, como eles se diferenciam dos anabolizantes e quais são os benefícios de optar pela suplementação alimentar. Além disso, saiba que cuidados tomar com os anabolizantes, aprenda a conhecer os tipos de suplementos e descubra quem pode ajudar na escolha. Aproveite!

Entenda o que são suplementos

Para garantir a maior precisão nas informações, nós conversamos com o palestrante internacional, médico responsável pela International Federation of Body Building no Brasil e responsável médico pela clínica de atendimento Performance com Saúde, Paulo Muzy.

Nas palavras de Paulo:

Suplemento alimentar é tudo aquilo que adiciona nutriente a um sistema, conjunto ou processo de uma forma específica e direcionada. Pode ser utilizado para complementação alimentar quando um nutriente específico não consegue ser oferecido através da alimentação normal.”

Além disso, a suplementação pode ser utilizada em casos em que há carência de um nutriente específico, por um tempo ou concentração exatos. Um exemplo disso são algumas doenças que debilitam a absorção de nutrientes, demandando o uso de suplementos alimentares.

Muzy ainda exemplifica com os casos de bebês que necessitam de determinada quantidade de alimentação diária, mas a mãe não produz leite suficiente para que a criança ganhe peso e cresça. Nessa situação, é preciso complementar a alimentação com fórmulas infantis que forneçam os nutrientes necessários.

Já no caso de atletas, que precisam aumentar sua velocidade de recuperação, é realizada a suplementação alimentar. Isso é possível mesmo que o indivíduo não altere a sua dieta. Portanto, nessas situações, o suplemento age como um mecanismo de ajuste físico ou simplesmente um facilitador da recuperação.

Saiba diferenciar dos anabolizantes

Os anabolizantes são elementos totalmente diferentes. O termo “anabolismo” representa uma resposta orgânica de acúmulo de nutrientes como tecido — o que é contrário ao processo de catabolismo. De acordo com Muzy, isso pode acontecer em forma de gordura em tecido adiposo, carboidratos em glicogênio, proteínas em músculos e cálcio e fosfato em ossos.

Como explica o médico, a confusão desse processo se iniciou em meados dos anos 80, quando a testosterona e outros elementos passaram a ser utilizados para “superar limites naturais” do corpo humano. Essas drogas foram nomeadas de Esteroides Anabolizantes.

Os esteroides anabolizantes são compostos de substâncias derivadas de hormônios, sintetizadas fora do organismo artificialmente. Com isso, essas drogas não são assimiladas pelo organismo sem efeitos colaterais.

É possível dizer que a principal diferença entre esteroides anabolizantes e anabolizante é que o primeiro é uma forma medicamentosa artificial que visa aumentar a capacidade de síntese muscular. Já o segundo, é um processo de reserva de nutrientes e de energia.

Além disso, a suplementação repõe nutrientes importantes ao funcionamento do corpo e à recuperação muscular, por exemplo. E o processo anabolizante absorve e armazena esses nutrientes. Para que fique ainda mais fácil compreender, confira a seguinte listagem das principais diferenças entre eles:

  • a responsável pela produção de anabolizantes é a indústria farmacêutica, já a de suplementos é a indústria alimentícia;
  • os anabolizantes são substâncias sintéticas, enquanto os suplementos são compostos de alimentos e seus extratos;
  • os anabolizantes são utilizados para tratar doenças, os suplementos realizam a manutenção da saúde;
  • os anabolizantes devem ser receitados por médicos e aplicados por técnicos farmacêuticos ou enfermeiros, os suplementos são ingeridos sob orientação nutricional ou médica.​

Descubra os benefícios dos suplementos

Os suplementos são capazes de gerar muitos benefícios. O mais importante é que eles facilitam a absorção de nutrientes que são essenciais para o funcionamento do corpo, como proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e sais minerais.

Além disso, se você analisar, a abordagem comercial dada à agricultura acelera o uso do solo e, consequentemente, faz com que ele perca muitos nutrientes. Com esse empobrecimento do solo, os alimentos já não fornecem mais a quantidade ideal de vitaminas e minerais.

Para atletas, então, que a demanda nutritiva é muito maior, fica difícil ingerir tudo o que o corpo precisa por meio da dieta convencional. É essencial combinar alimentos saudáveis com suplementos específicos. Para isso, existem diversas opções disponíveis.

Os suplementos têm um papel importante na recuperação muscular, melhorando a manutenção e a reparação dos músculos e dos tecidos. Isso agiliza o tempo de recuperação entre os treinos e acelera os resultados. Além de ajudar a acelerar o metabolismo, aumentar a imunidade e auxiliar na prevenção de doenças.

Tome cuidado com os anabolizantes

O primeiro ponto de cuidado com o uso de esteroides anabolizantes é a ilusão de que, com eles, se adquire um corpo saudável. O efeito só é aparente, afinal, seu uso gera danos à saúde. A utilização sem prescrição médica pode gerar efeitos colaterais sérios, como:

  • disfunção sexual;
  • câncer;
  • problemas no fígado;
  • desenvolvimento de mamas em homens;
  • derrame cerebral;
  • acne;
  • agressividade e nervosismo.

Além disso, muitos profissionais alertam para o risco de não ser possível reverter os efeitos. Em alguns casos já documentados, as complicações por uso de esteroides anabolizantes levaram pessoas à morte. Por essas e outras razões, seu uso foi banido das práticas esportivas.

Conheça os principais tipos de suplementos

Quanto aos suplementos, antes de aceitar sugestões, procure um acompanhamento médico ou nutricional. Com o tempo, você terá acesso a muitos tipos de suplementos utilizados por praticantes de exercícios. Confira os principais listados por Muzy:

  • construtores — hipercalóricos e hiperproteicos;
  • termogênicos — provocam o aumento do gasto calórico;
  • estimulantes — aumentam a capacidade psicomotora;
  • ergogênicos — provocam o aumento da força;
  • eletrólitos — melhoram o balanceamento de íons essenciais em alguns esportes;
  • polivitamínicos e poliminerais.

Entre essas classes, existem aqueles suplementos alimentares mais utilizados. Em geral, eles são procurados pelos efeitos gerados em combinação com o treino e, claro, uma alimentação adequada. Que tal conferir os mais consumidos? Veja:

  • whey protein — proteína de alto valor biológico, utilizada para o crescimento e reconstrução muscular;
  • BCAA — complexo de aminoácidos essenciais para o ganho de massa muscular, combate à fadiga, crescimento dos músculos e aumento da energia;
  • albumina — proteína da clara do ovo, que impede a perda de massa magra, retarda o envelhecimento, melhora a saúde cerebral, da pele e dos olhos;
  • glutamina — aminoácido essencial para o funcionamento dos órgãos e para a manutenção do sistema imunológico.

Contrate uma empresa especializada

É importante que, antes mesmo de começar a tomar algum suplemento alimentar, você procure uma empresa especializada, com nutricionistas ou médicos capacitados para realizar uma avaliação. Cada organismo possui uma demanda diferente e, por essa razão, é preciso que os suplementos sejam receitados individualmente.

A melhor opção é sempre alinhar o uso de suplementação com a prática de exercícios físicos. Por isso, uma sobrecarga de exercícios sem a suplementação não terá resultados tão efetivos, assim como o uso de suplementação sem exercícios não gera o resultado ideal. Se você quer otimizar os ganhos, conte com o auxílio de quem entende do assunto.

Agora que nós já quebramos o mito de que suplemento é anabolizante e esclarecemos vários outros aspectos sobre o assunto, que tal entrar em contato conosco? Tire suas dúvidas e prepare-se para assumir um novo nível de resultados nos seus treinos!

deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *