Bulking e cutting: como funcionam e quais suas diferenças?

bulking-e-cutting-como-funcionam-e-quais-suas-diferencas.jpeg

Se você é praticante assíduo de musculação e costuma pesquisar sobre o assunto, certamente já deve ter visto por aí os termos Bulking e Cutting. No entanto, se você não conseguiu entender o que eles significavam, saiba que isso é bem comum.

Separamos, neste post, um conteúdo completo que vai deixar você por dentro do assunto e, de quebra, ajudar a dar uma turbinada nos resultados obtidos com o treino. Gostou da ideia? Continue com a gente e confira!

O que é Bulking e Cutting?

Não precisa ser um expert para saber que se você treina na maior parte da semana, deve estar querendo aumentar a sua massa magra e evitar o ganho daquelas gordurinhas que vêm junto, não é mesmo? Se esse é o seu caso, saiba que, muito provavelmente, você poderá utilizar os processos de Bulking e Cutting.

A combinação desses dois ciclos é grosseiramente conhecida por ganho de peso e perda de gordura. Isso significa que, algumas vezes, é mais fácil simplesmente aumentar o peso e só depois reduzir a gordura em excesso. Mas, para não confundir a sua cabeça, vamos falar de cada uma dessas etapas separadamente.

Bulking

O Bulking é a parte do processo em que os atletas buscam ganhar peso e massa muscular, mesmo que isso incida em ganho paralelo de gordura. Nesse caso, o objetivo é consumir mais calorias do que o organismo é capaz de queimar.

Para isso, são preferíveis os alimentos mais saudáveis e que sejam fontes de proteína, tais como:

É claro que existe uma vantagem muito grande quando o atleta consegue ganhar massa magra sem necessariamente aumentar os seus índices de gordura. Porém, como o foco maior é o aumento de peso, isso é quase inevitável.

O resultado é um ganho expressivo em massa muscular, aumento de peso, mas, também, de gordura. Isso gera a necessidade de que o atleta foque em um processo de perda do peso excedente após atingir o objetivo inicial.

Cutting

O Cutting é a fase seguinte durante a qual o atleta precisa perder o excesso de gordura acumulada após atingir o peso idealizado. Geralmente, é uma etapa bastante restritiva que tem por prioridade muita ingestão de proteínas e pouquíssimos carboidratos.

O objetivo do Cutting é eliminar a gordura acumulada junto com o ganho de peso. No entanto, é preciso tomar todo cuidado para que não sejam perdidos também os índices de massa magra ou massa muscular.

Qual a diferença entre Bulking e Cutting?

As principais diferenças entre essas duas fases do processo estão descritas a seguir:

  • Bulking: tem por objetivo o ganho máximo de peso e massa muscular, tentando manter um baixo acúmulo de gordura. É uma dieta hipercalórica, com ingestão de carboidratos complexos;
  • Cutting; tem por objetivo eliminar o excesso de gordura do organismo. O consumo de calorias é bastante restrito em relação à fase anterior, principalmente no que diz respeito à ingestão de carboidratos, e a proteína passa a ser a principal fonte de nutrientes na alimentação.

Como os objetivos das duas fases são diferentes entre si, é preciso tomar cuidados em cada uma delas. Portanto, confira a seguir como realizar da melhor maneira o Bulking e Cutting para otimizar ambos os processos.

Como fazer o Bulking?

É comum que as pessoas entendam que o Bulking é uma fase não-restritiva que permite o consumo de qualquer tipo de alimento. O resultado disso? Um ganho absurdo de gordura e pouco ou nenhum aumento muscular!

A verdade é que essa é uma fase rica em calorias, porém, deve ser composta por alimentos saudáveis. Assim, você evita de acumular água e gordura e ter ainda mais trabalho para alinhar seu objetivo de peso durante o Cutting.

Por isso, os profissionais recomendam a prática do chamado Bulking Inteligente. Nele, você prioriza o consumo de alimentos nutritivos, que pouco contribuem para o acúmulo de gordura e que o aproximem do seu objetivo de peso.

A combinação perfeita para isso é um consumo elevado de carboidratos complexos, proteína magra e gorduras boas. Agora, se você quer otimizar ainda mais os seus resultados, confira as dicas que separamos para você!

Dicas para um Bulking eficiente

Sabemos que quem inicia o Bulking tem por objetivo a ganha de peso. No entanto, mesmo que você tenha dificuldade em ganhar alguns quilos, não vale muito a pena comer qualquer tipo de alimento para isso.

Para que atinja ganhos de qualidade e que eles sejam progressivos, é preciso entender algo básico: ganhar peso não significa ganhar músculos. E se tiver que perder muita gordura depois, pouco terá valido esse esforço inicial.

Portanto, para realizar um Bulking eficiente, você precisa tomar cuidados como:

  • ingerir mais carboidratos integrais (complexos);
  • realizar, pelo menos, 5 refeições diárias;
  • estabelecer um intervalo máximo de 3 horas entre as refeições;
  • consumir proteína em todas as refeições;
  • não exceder no sal;
  • aumentar a carga dos treinos;
  • ingerir gorduras saudáveis;
  • controlar o consumo de calorias para não sobrecarregar o organismo.

Se você quiser realizar algum exercício para queimar gordura sem comprometer o ganho muscular nessa fase, opte por exercícios de alta intensidade. Esse tipo de exercício é conhecido como HIT (treino intervalado de alta intensidade) e precisa ser praticado por, no máximo, 15 minutos.

Como fazer o Cutting?

A verdade mais importante sobre o Cutting é que você precisa tomar cuidado para não queimar, além da gordura, os músculos que adquiriu durante o Bulking. Não esqueça que o objetivo é deixar para trás o excesso de gordura, mas sem comprometer a musculatura e também a saúde.

Nessa fase, é igualmente válida a última consideração dada sobre a prática de Bulking. A melhor forma de queimar gordura e proteger os músculos é com exercícios curtos e de alta intensidade. Além disso, esses treinos devem ser limitados a 3 vezes na semana.

Outro lembrete importante é que só é possível perder peso a partir de um déficit calórico. Por isso, é preciso comer menos. Mas, atenção: comer menos não significa ficar longos períodos sem se alimentar. Em vez disso, experimente reduzir os carboidratos, por exemplo.

Dicas para a fase de Cutting

Para otimizar os resultados do Cutting, procure:

  • reduzir os carboidratos;
  • elevar o consumo de proteínas;
  • beber água suficiente para eliminar toxinas;
  • estabelecer um emagrecimento constante, mesmo que lento;
  • comer regularmente;
  • suplementar sua alimentação com aminoácidos.

Quais os benefícios do Bulking e Cutting?

Essas duas práticas utilizadas em sequência são capazes de gerar benefícios importantes para quem dedica horas ao treinamento e realmente quer atingir objetivos significativos. Os principais impactos no organismo e nos resultados dos treinos são:

  • aumento de força;
  • favorecimento da queima de gordura;
  • aumento da vascularização;
  • aumento dos níveis de hormônio do crescimento.

No entanto, para que tudo seja realizado de forma segura e tranquila, é muito importante contratar uma empresa especializada no ramo para obter resultados de alta performance. O acompanhamento de profissionais capacitados é essencial.

Se você ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre o Bulking e Cutting, entre em contato conosco e nos deixe ajudar

deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *