Estética X Mídia

Hoje vamos falar de estética versus padrão de mídia e para isso trago duas figuras ilustres: Marilyn Monroe e Twiggy (Lesley Lawson).

Marilyn Monroe e Twiggy (Lesley Lawson)

Marilyn Monroe e Twiggy (Lesley Lawson)

Se fossemos enxergar o físico de Marilyn numa ótica de esportes de forma física, iríamos entender que ela não se encaixava no padrão de competição, mas se olharmos sua figura humana, veremos uma bela mulher com proporções que compõem a silhueta estrogênica que é peculiar a qualquer indivíduo do gênero feminino de compleição exuberante: cintura bem pronunciada, quadril projetado e tronco estreito exceto pelo volume do busto.

Quando olhamos para o físico de Twiggy (hoje com 68 anos), apesar da fama e por causa desta ter sido adotada como um novo modelo de beleza, não vemos as mesmas “curvas”, a não ser aquelas que ela constrói a partir da “pose”. Saber posar faz as mulheres de compleição retangular com poucas curvas criarem uma sensação visual de que as possuem, principalmente quando estão em movimento. Assim como no fisiculturismo, saber posar faz com que o atleta mostre seu melhor atributo ao mesmo tempo que esconde um segmento não tão bem desenvolvido assim, dando desta forma a impressão que ele quer que você tenha sobre o físico que ele apresenta e não a espontaneidade de uma forma natural.

Lembrem-se que quando olham as mulheres no Instagram, por exemplo, além da pose, há o ângulo da lente, que também muda a informação visual que está sendo transmitida. Portanto, atentem-se ao que seu treinador lhe recomenda na academia: de forma estática ou dinâmica, é ele quem emoldura o seu físico para que em primeiro lugar a silhueta e depois a espessura de pele possam traduzir quem você gostaria de ser através do corpo que você tem. Lembrem-se também de seguir as rotinas de forma perfeita do seu nutricionista, porque a partir do controle metabólico que a informação nutricional tem quando se trabalha nesse nível de especificidade, além de tornar possível que o físico seja atingido, também torna possível que este seja SUSTENTADO. Cuidado com os efeitos “maquiagem” de certas medicações, o melhor rímel que existe borra no rosto no dia seguinte.

Este post foi publicado em por .
Categorias: Motivação.
Tags:

Sobre Paulo Muzy

Iniciou sua carreira como pesquisador no segundo ano da faculdade de medicina quando realizou um estudo sobre obesidade infantil no ambulatório de Nutrição e Metabolismo do Departamento de Pediatria do Hospital São Paulo. Publicou ainda mais duas pesquisas em Informática Médica cujo tema era Trafego de Informação Médica/Exames Diagnósticos e então graduou-se em medicina pela Unifesp/EPM (2004). Fez residência médica em Ortopedia e Traumatologia no Hospital São Paulo - Unifesp/EPM (2007). Cursou o programa de especialização em Fisiologia do Exercício do CEFE - Unifesp/EPM (2005); Biomecânica do Treinamento Desportivo do CEGON-IOT da Universidade de São Paulo (2006) e Treinamento Desportivo no CEFE ? Unifesp/EPM (2008). Pós-Graduou-se em Medicina Esportiva pela Universidade Católica de Petrópolis em 2013 e em Nutrologia Esportiva em 2014 pela mesma instituição. Dentre suas atividades que mais se destacaram esteve o acompanhamento como médico chefe da seção de traumatologia e desempenho da Seleção Brasileira de Rugby durante o sul-americano de 2008 alem de ser responsável no período de 2005 a 2008 de vários eventos esportivos de artes marciais realizados em São Paulo capital e interior. Atualmente, é palestrante internacional, médico responsável pela International Federation of Body Building no Brasil e responsável médico da clínica de atendimento "Performance com Saúde", onde acompanha atletas profissionais, praticantes de atividade física em geral e portadores de desordens crônicas em busca de qualidade de vida através da atividade física e reorientação nutricional.

deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *