Suplemento essencial: por que a creatina é um suplemento favorito?

Compartilhe com os amigos

A creatina é uma proteína composta pelos aminoácidos arginina, glicina e metionina. Sintetizada no fígado e no pâncreas, pode ser encontrada em proporções pequenas em peixes e carnes vermelhas — tão pequenas que seria necessário ingerir 1 kg de carne vermelha para alcançar a dose diária recomendada de 5g de creatina.

Sua principal função está relacionada ao ganho de massa muscular. 95% de toda a creatina corporal se encontra nos músculos esqueléticos, enquanto os outros 5% estão divididos entre o coração, cérebro e testículos. Cerca de dois terços da creatina intramuscular é fosfocreatina (PCr), sendo o restante creatina livre.

Como a creatina funciona?

Durante a contração muscular, a creatina puxa a água do exterior para o interior da célula, fazendo-a inchar e ocasionando o ganho rápido de peso. Esse aumento da quantidade de água dentro das células é responsável por uma forte tensão nas membranas, que envia uma mensagem ao núcleo celular, que por sua vez aciona o mRNA para aumentar a síntese proteica muscular, acelerando o desenvolvimento do músculo.

A energia livre liberada a partir da hidrólise do PCr pode ser usada para ressintetizar o ATP (energia para a célula). Isso ajuda manter a disponibilidade de ATP, particularmente durante o exercício com esforço máximo, do tipo anaeróbico.

Para que serve a creatina?

A creatina é responsável por incrementar o fornecimento de energia, permitindo que você realize treinos mais intensos, com maior volume e melhor recuperação entre as séries. Portanto, quando você realiza suplementação com creatina, o resultado final é o incremento da força e do ganho de massa muscular, já que ela aumenta entre 10 e 40% o estoque de fosfocreatina e creatina.

Por isso, entre os suplementos disponíveis atualmente, a creatina apresenta excelentes resultados tanto em termos estéticos quanto em relação ao desempenho, melhorando a força máxima e a resistência muscular, aumentando a potência anaeróbica e, consequentemente, elevando a massa magra.

No vídeo “Creatina I O que é, para que serve, efeitos e como tomar”, Paulo Muzy explica em detalhes o funcionamento da creatina e dá dicas importantes sobre o consumo. Além de também ser um suplemento recomendado para quem tem mais de 40 anos.

Gostou do post de hoje? Quer descobrir como melhorar ainda mais seus rendimentos e outras vantagens da creatina? Não deixe de assistir ao vídeo em que Paulo Muzy fala tudo sobre o Creatina!


Compartilhe com os amigos

Últimas da Max

deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados *